Diário de Bordo A3 Sportback 30 TFSI

Tópico em 'A3 / S3 / RS3' iniciado por dtv, 9 Jan 2021.

  1. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    19 755
    Gostos Recebidos:
    7 624
    Acessível?? 57600€ para o galheiro?...
    Acessível para quem vive muito bem, talvez... Ou se fores da suissa...
     
  2. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Sim, mas depende.

    Para 4 anos não. Porque em 4 anos pagas quase de leasing o valor do carro (Boxster começa nos 77.000€).

    Agora se pensares em 1.200€ mensais durante 12 meses, são 14.400€. Já perdi mais do que 14.400€ (em dois anos) na desvalorização de um carro e nenhum dos carros que tive, deu metade do gozo de conduzir de um Boxster.

    Prefiro ter durante 1 ano um Boxster novo e gastar 14.400€ em leasing do que ter um charuto de 40.000€ novo que passado dois anos se o quiser vender, consigo, com sorte, 25.000€ pelo carro e perco mais dinheiro (15.000€).

    40.000€ novo é um classe A 160 com 109 cv com pack amg interior e exterior, jantes 18” e pouco mais. O último que configurei não tinha grande coisa e acho que foi 43 mil euros.

    109 cv durante dois anos ou 300 cv durante 1 ano? Para mim é Porsche, se faz favor.

    Agora se for para 4 anos não compensa nem eu quero gastar + de 55.000 € na compra do Porsche.
     
    Last edited: 4 Out 2022
    claudlopes gostou disto.
  3. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    19 755
    Gostos Recebidos:
    7 624
    No mundo dos carros, perdes sempre.
    O que compensa é comprar com 2 ou 3 anos, gozar outros tantos e trocar.
    Se comprares novo, é para gozar no mínimo de 8 a 10 anos. Senão só perdes dinheiro de tanta desvalorização.
    Por exemplo, comprei o meu A3 8p em 2009, 31.600€ novo. Passado estes anos todos continua comigo. Não me chateia nada de mecânica. É fiável, económico e sobretudo no patamar de idade que tem, já muito pouco desvaloriza ao ano. Só não troquei ainda, porque queria mudar para elétrico, mas o mercado ainda nao me oferece um modelo suficientemente apelativo para o que quero e gosto.
    Para ja, seria um model 3 da tesla, mas nao é para o meu bolso. Seria possivel ate comprar, mas nao sustentar a sua manutenção. O que pouparia em combustivel, enterrava na manutenção.
    So vejo charutos elétricos, autonomias curtas a bom preço e sustentaveis. Agora Boas maquinas com autonomia e qualidade sao caros e insustentáveis nas manutenções ou reparacoes.
    E o que mais me chateia é nao ter em portugal, empresas que recondicionem as baterias ou efetuem as pequenas reparacoes que sao acessiveis em vez de trocar tudo e pagar balurdios absurdos.
     
    claudlopes gostou disto.
  4. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Carro completou 2 anos de vida no dia 26 de nov e está com 47.950 kms e um consumo médio de 6,3 litros/100 km…

    Tem se portado bem e sem nada de especial a apontar.

    Ah exceto a escova limpa-vidros traseira que continua a ter um desgaste muito acima da média. Já foi trocada o ano passado e já está igual, a fazer muito barulho durante funcionamento. As escovas dianteiras são as de origem e estão boas para mais um inverno.

    Às vezes a evolução tecnológica não é la grande coisa: a escova traseira tem integrado ao longo da escova a saída do líquido-limpa vidros e palpita-me que as duas coisas (desgaste prematuro da escova) estão relacionadas….

    Vou marcar a revisão para os 50.000 kms o que deve calhar na semana antes de natal.

    Está “quase “ a apanhar em kms o Suzuki que tem 69 mil kms certos feitos ontem. Embora o Suzuki roda sempre mais nos meses de inverno por isso já não o apanha e no próximo inverno, o Audi já cá não é suposto estar.

    Vamos ver que carros estão disponíveis no dia da revisão. Gostava de trazer a carrinha A6. Vamos ver se está livre.

    Atualização: como é inverno e assim tenho andado mais de Suzuki (maior altura ao solo e 4x4 permanente combinam melhor com chuva) e Audi esteve na garagem ou à responsabilidade da minha mulher nas últimas duas semanas e foi ela que se queixou do barulho da escova traseira. Esta semana andei todos os dias de A3 e como estava a chover, devo dizer que a escova traseira (desde que esteja a chover e vidro esteja molhado) ainda não faz grande barulho, portanto à partida não vai ser já trocado.

    É verdade que passaram quase 24 mil kms desde a última revisão, mas a escova foi trocada aí, em janeiro ou fevereiro deste ano. O que significa que o sol e calor que apanhou foi de apenas um verão. Por isso seria muito mau ter de trocar todos os anos. Vou estar atento nas próximas semanas a ver se ainda não é neste revisão que troco.
     
    Last edited: 9 Dez 2022
  5. Robb

    Robb

    Desde:
    20 Set 2015
    Mensagens:
    543
    Gostos Recebidos:
    83
    O consumo praticado é mesmo muito positivo! Os motores a gasolina estão casa vez mais eficientes! Deduzo que o teu já tenha a espécie de FAP por ser euro 6. Já alguma vez notaste algum tipo de regeneração?

    Em relação à escova, realmente é irritante tal situação. Já experimentaste meter de outra marca que não a de origem para ver se resolve? Eu também ando numa luta com a escova do condutor do F20. Não faz barulho mas deixa sempre uma “mancha” a meio do vidro. Mesmo uma nova da Valeo começou a fazer o mesmo passado pouco tempo. Desta vez vou experimentar continental para ver no que dá. As primeiras que coloquei da SWF funcionaram bem durante 1 ano mais ou menos mas depois começou o problema do lado do condutor e decidi trocar de marca para testar a durabilidade. O lado do pendura, por incrível que pareça, limpa sempre super bem! Vamos lá ver o que me espera. Ah e a minha de trás também é uma treta. O topo do vidro fica sempre mal limpo.

    A revisão vai ser feita ao fim de quantos kms? 25.000?
     
  6. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Sim, supostamente já tem FAP. Nunca dei por nada. E se já fez alguma regeneração, é seguramente menos notório ou menos incómodo que as regenerações de um diesel.

    A escova para já tenho trocado só na marca, nas revisões. A escova nova funciona muito bem, mas rapidamente se degrada.

    As escovas que usas no série 1 nunca voltaste a colocar original? A minha experiência com o série 1 F20 é que as escovas de origem (pelo menos as da frente) eram muito duradouras e eficientes, ainda que caras

    Sim, a ideia é agora as revisões ficarem de 25 em 25 mil. A última foi aos 26.300 kms (acho) e agora vou fazer antes de atingir os 50 mil, por isso é aproximadamente 23.500 kms de intervalo. A próxima ficaria então aos 75 mil kms.
     
  7. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    19 755
    Gostos Recebidos:
    7 624
    FAP são apenas em diesel. Não há incómodos maiores ou menores. Todos são iguais. Todos têm o mesmo princípio de funcionamento, sem olhar a gamas ou marcas.
     
  8. Robb

    Robb

    Desde:
    20 Set 2015
    Mensagens:
    543
    Gostos Recebidos:
    83
    Os novos motores a gasolina também têm FAP. É chamado de GPF em vez de DPF. O princípio de funcionamento é o mesmo a diferença está no modo como são efectuadas as regenerações.

    E não, o sistema do filtro de partículas não funciona da mesma forma em todas as marcas. Já te o tinha explicado no outro tópico relativo a filtros de partículas no Audi A3. Olha e ainda te digo mais, o próprio @dtv chegou a referir que o sistema de filtro de partículas da bmw é muito mais discreto e eficiente do que o sistema do grupo VAG uma vez que ele teve carros de ambas as marcas para comprar.
     
  9. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Os motores novos a gasolina têm FAP.
    E o meu também tem.
    Não funcionará exatamente igual porque as partículas resultantes da combustão a gasolina são muito diferentes das da combustão a diesel.
    Mas não sou entendido para definir.

    Não há incómodos maiores ou menores mais ou menos. Se o carro te faz uma regeneração exatamente 5.000 kms após a última regeneração (com uma precisão de metros) e depois de fazeres viagem seguida de 4h de AE de regresso do Algarve (com todas as condições ideais para fazer a regeneração) e não faz a regeneração aí, para começar a fazer quando acabas de estacionar na garagem, depois de 4 ou 5 kms dentro de cidade após sair da AE e às 2h da manhã, se isto não é incómodo, não sei o que é. Para mim é só parvo. Da última vez que aconteceu estive para atirar a carrinha por um penhasco abaixo… lol

    E a VW que usou este funcionamento absurdo na correção do escândalo das emissões só a fez perder clientes.

    O dono atual da Skoda anulou a reprogramação da marca da correção das emissões e a carrinha nunca esteve tão bem. Agora é muito mais raro fazer regenerações e já não as faz em velocidades de cidade.
     
    Last edited: 6 Dez 2022
  10. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Isso mesmo.

    Obrigado pela distinção das siglas. Sabia que este 30 TFSI tinha “FAP” mas não sabia explicar a diferença.

    Sim, a minha experiência da bmw é muito favorecedora do funcionamento das regenerações, quase imperceptíveis e sempre apenas nas condições ideais de realização. A experiência VAG com a Skoda 1.6 tdi não foi grande coisa e em parte foi um dos motivos da venda e troca pelo A3.
    Ainda que não tenha tido qualquer problema de avarias ou de despesa relacionada com carro mas não gostava da forma como funcionava. A regeneração era sempre feita no pior momento possível em que podia ocorrer e começava sempre em velocidades de chegar a casa e estacionar carro. Era absurdo.
     
    Last edited: 6 Dez 2022
  11. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Tens aqui uma boa leitura sobre o tema:

    https://www.razaoautomovel.com/2017/06/filtros-de-particulas-motores-gasolina

    Sobretudo esta parte:

    “(…) Os filtros de partículas têm dado algumas dores de cabeça aos proprietários de motores Diesel. Nos automóveis a gasolina esta tecnologia poderá não ser tão problemática. Porquê? Porque a temperatura dos gases de escape é superior e a complexidade dos filtros de partículas nos motores a gasolina é menor.

    Dito isto, os problemas de entupimento e regeneração do filtro de partículas não deverão ser tão recorrentes quanto nas motorizações Diesel. Mas só o tempo o dirá…”
     
  12. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    19 755
    Gostos Recebidos:
    7 624
    Bem... diz me um carro a gasolina com fap... porque eu não conheço e estou curioso.
     
  13. blackibiza

    blackibiza

    Desde:
    19 Set 2010
    Mensagens:
    1 504
    Gostos Recebidos:
    791
    Ui... tantos.
    QQ motor com norma euro6.
    Os recentes motores 2.0tfsi do grupo vag são um exemplo....
     
  14. BlueA4

    BlueA4

    Desde:
    3 Fev 2011
    Mensagens:
    5 440
    Gostos Recebidos:
    2 379
    RS3 8V , R8
    Qualquer 2.0TFSI de última geração.
    Os AMG C/E63 de última geração.
    E por aí em diante.

    o OPF já existe há uns bons 2 anos.
     
  15. dtv

    dtv

    Desde:
    1 Jan 2021
    Mensagens:
    162
    Gostos Recebidos:
    19
    Portanto… todos os que foram lançados (homologação) a partir de 2017.

    Isto não quer dizer que não possas ter carros de 2020 ou até deste ano que não tenham. Para não ter, tem é o processo de homologação do carro ter sido anterior a 2017. E ainda há carros nessas condições.

    Todos os outros têm. É obrigatória. Lei europeia da Norma Euro 6.

    O motor do meu A3 é novo e foi lançado em 2020. O 1.0 TFSI anterior tinha 116 cv e este tem 110 cv. Como foi lançado num modelo (A3 8Y) lançado em 2020, está obrigado ao cumprimento das regras Euro 6, por isso tem FAP.
     
    Last edited: 6 Dez 2022

Partilhar esta página